Guia cultural e empresarial

Apartamento Chinês

Introdução

Para qualquer estrangeiro que pretenda mudar-se para a China por um longo período, alugar um apartamento é uma solução conveniente para lidar com as despesas. Em primeiro lugar, é fundamental planear o orçamento máximo e lembrar-se que existem muitas variáveis que afetam esta situação, tais como a escolha da cidade, o tamanho do apartamento, a localização do andar e a distância para o metro/estação de comboio/paragem de autocarro, etc.

Não se esqueça que normalmente os apartamentos Chineses são minúsculos e muito mais pequenos ao que os Europeus estão habituados e a renda para os inquilinos Europeus é mais elevada do que para os Chineses.

Precisa de ajuda a alugar?

A não ser que a sua empresa lhe dê um apartamento, deve procurar um apartamento por si. Claro que pode confiar em amigos Chineses ou expatriados que lhe darão informação fiável sobre a área mais adequada na qual deve procurar o apartamento.

Se não dispuser de tal possibilidade, recorra aos serviços de uma agência imobiliária Chinesa: nas maiores cidades pode encontrar algumas agências que têm pessoal que fala Inglês.

Por fim, a internet está cheia de possibilidades e agentes imobiliários que têm a sua própria página tanto em Chinês como em Inglês. Não se esqueça também que diversas empresas imobiliárias estrangeiras estabeleceram negócio na China e oferecem este tipo de serviços.

Lembre-se que na China, se procura por um T1, deve indicar o que procura: pode escolher entre um apartamento com um quarto e uma sala de estar “一室一厅” (Yi shi yi ting), dois quartos e uma sala de estar (两室一厅 – liang shi yi ting), um quarto, uma sala de estar e uma de jantar (一室两厅 yi shi liang ting), ou dois quartos, uma sala de estar e uma de jantar (两室两厅 liang shi liang ting).

Quanto irá custar?

O custo de um apartamento difere de cidade para cidade e a comissão média para os agentes imobiliários é de pelo menos um mês de renda, normalmente pago pelo inquilino. A validade do contrato de arrendamento é normalmente acordada para um ano e requer um depósito de segurança reembolsável (normalmente dois meses de renda).

Quando às outras despesas (eletricidade, gás, água), são normalmente pagos pelo inquilino e lembre-se que existem diferentes formas de gerir as contas: alguns apartamentos utilizam um sistema de cartões pré pagos que podem ser facilmente adquiridos e nos quais pode carregar os créditos que necessita; outro método comum é ter os contadores que são regularmente inspecionados pelo empregado de gestão do edifício e posteriormente emite uma fatura.

Já tenho as chaves!

Aqui está: finalmente encontrou o seu apartamento ideal.

Uma boa sugestão é registar no contrato as contagens de água, eletricidade e gás para que tenha registo da situação inicial antes de se instalar no andar.

Pode pedir que o contrato seja escrito tanto em Chines como em Inglês, e verifique se as traduções correspondem.

Assim que o contrato estiver assinado e se estiver a habitar no apartamento, não se esqueça de ir à esquadra local para o seu registo residencial. Forneça o contrato escrito e uma cópia do seu passaporte e visto à agência/pessoa proprietária do andar para esta tarefa.

Ayi!

Esta não é uma expressão de dor, mas a forma de chamar a empregada de limpeza em Chinês. A maioria dos estrangeiros a viver na China têm uma ayi que se encarrega de diversas atividades da casa incluindo limpar, cozinhar e engomar. São normalmente baratas, a não ser que pretenda contratar alguém que fale Inglês (o que será mais caro).

Recorde-se que muitas ayi têm a escolaridade básica e são Chinesas: isto significa que diversas vezes pode ser difícil comunicar ou fazê-la compreender o que pretende. Seja paciente e lembre-se que esta é uma oportunidade para conhecer uma pessoa Chinesa!

Bibliografia

Cao Junjian, “The Chinese Real Estate Market: Development, Regulation and Investment”, Routledge International Real Estate Markets Series, 2015

Wade Shepard, “Ghost Cities of China: The Story of Cities without People in the World's Most Populated Country”, Zed Books , 2015.

Ligações externas

Project 2014-1-PL01-KA200-003591