Guia cultural e empresarial

Sempre ligados

Introdução

Os serviços móveis e de internet Chineses desenvolveram-se rapidamente nos últimos 30 anos e a qualidade das chamadas e transmissão de dados estão quase equiparados aos disponíveis no mundo ocidental. O único inconveniente é que a velocidade da internet é normalmente lenta na China e a ligação é normalmente 25% mais lenta do que a publicitada.

As condições do acesso à internet na China (curso, cobertura, qualidade)

Para obter uma ligação à internet razoável no seu escritório Chinês, deve dispor de alguma informação geral sobre o acesso Chinês à internet.

De uma forma geral, a velocidade é o ponto-chave ao falar do acesso wireless à internet. Se a ligação for lenta quando está a navegar, a página não irá abrir. Adicionalmente, quando envia ou recebe emails, pode mesmo perder o email enquanto o grava como um rascunho. Como é compreensível, os clientes não suportam uma ligação tão lenta.

Outro ponto que deve ter em consideração é que normalmente os novos edifícios na China têm capacidades de conexão de fibra até 100 Mbps, como tal alugar o seu escritório num edifício novo normalmente ajuda a ter uma ligação à internet mais rápida.

Para contratar uma ligação à internet na China precisa de escolher um fornecedor, dirigir-se à loja deste com a sua identificação (normalmente o seu passaporte) e dinheiro para solicitar o serviço.

Na China os dois principais fornecedores nacionais de Internet são a China Unicom e a China Mobile.

Desde 2008, a rede CDMA da China Unicom foi atualizada para uma rede completamente CDMA1X. Atualmente, a cobertura e sinal de voz do CDMA1X é bastante consistente a nível nacional. No entanto a rede GPRS da China Mobile, devido a restrições orçamentais, foi sendo atualizada de forma mais lenta que a CDMA1X.

Adicionalmente, a taxa de transmissão da CDMA1X da China Unicom não é muito fiável ao utilizar wireless. Por outro lado, desde que os serviços de voz e dados GPRS da China Mobile partilham o mesmo canal, se o número de utilizadores alcançar um determinado nível, a velocidade GPRS pode diminuir para todos os utilizadores. Portanto os serviços de acesso wireless à internet baseados na rede CDMA1X são normalmente mais rápidos e estáveis que os fornecidos pela rede GPRS.

Por fim, o cartão de internet wireless CDMA1X é mais acessível que um cartão GPRS, tornando o acesso à internet da rede CDMA1X mais conveniente e com maior cobertura. Por outras palavras, a China Unicom tem serviços de banda larga wireless relativamente rápidos, com uma boa relação custo-benefício e bastante sofisticados. Outros serviços de internet tais como GPRS têm um acesso mais lento, menor estabilidade, preços pouco competitivos ou, como a rede WLAN da China Telecom velocidades superiores mas sem ser em excesso. Claro que deve prestar atenção ao fornecedor de internet local. Por vezes as suas propostas podem ser melhores que os grandes fornecedores nacionais, como por exemplo no caso da Gehua em Pequim.

Cyber cafés Chineses

No passado era bastante comum encontrar um cyber café na China, mas hoje me dia devido ao facto de a maioria dos dispositivos moveis ter acesso à internet, estes espaços estão a desaparecer. Os cyber cafés operam sob os serviços de segurança locais que estão sobre a jurisdição do Ministério da Cultura Chinês. Na China, quem quiser utilizar a internet num cyber café tem que apresentar um cartão de identificação de segunda geração Chinesa válido para a identidade ser validada. É feito também para assegurar que a censura na internet na China seja reforçada. O custo depende do ambiente (elegante), o computador (moderno e rápido) e o serviço (uma bebida e um snack).

Deve saber que, como um estrangeiro (que não deverá possuir um cartão de identificação de segunda geração), deve apresentar o seu passaporte e solicitar ajuda a um funcionário para aceder à internet. É possível que alguns cyber cafés não queiram efetuar este procedimento excecional, para evitar problemas.

Adicionalmente os funcionários dos cyber cafés raramente falam Inglês e devido à censura na China, alguns dos sites mais populares, como o Facebook, não são acessíveis na China. Apesar de fumar em espaços públicos ter sido proibido no país, ainda é uma prática comum fumar em cyber cafés. Considerando todas as situações, se tiver um portátil consigo, a melhor opção será encontrar um café e aceder à internet através do Wi-Fi gratuito.

Obter um SIM Chinês

A tecnologia 3G da China Mobile e da China Unicom para os dispositivos móveis é completamente diferente da que está habituado/a. A China Mobile utiliza o padrão TD-SCDMA, mas a China Unicom implementou o padrão WCDMA (padrões aceites internacionalmente). A rede 3G da China Mobile é uma tecnologia TD-SCDMA autodesenvolvida, cuja velocidade máxima de downloads é de 2.1Mb. Por seu lado a rede 3G WCDMA da China Unicom é também uma tecnologia padrão internacional e a velocidade de download mais elevada é cerca de 7.2Mb.

Para alem da clara diferença na velocidade de download, considere que a rede 3G WCDMA da China Unicom suporta 90% dos dispositivos moveis globais e 80% da rede de operadores 3G WCDMA fazem-nos porque está rede está padronizada universalmente. Se obtiver um plano 3G pré-pago da China Unicom, não deverá necessitar de mudar de telemóvel, desde que pague uma quantia para o desbloquear quando estiver na China.

Assim, se decidir comprar um cartão SIM Chinês, deve dirigir-se ao quiosque do fornecedor para não ter se preocupar com a autenticidade do SIM. Para além disso, pode encontrar informação sobre diferentes pacotes móveis, o que facilitará a escolha do serviço mais adequado às suas necessidades.

Em conclusão, quando for para a China deve pesquisar para escolher o fornecedor de internet mais adequado para a sua empresa e utilização pessoal e na maioria das vezes em que está na China é melhor ter um cartão SIM Chinês.

Ligações externas

Project 2014-1-PL01-KA200-003591