Guia cultural e empresarial

Educação Chinesa

Introdução

Na China, a educação sempre teve um papel importante. O sistema de avaliação imperial vigorava ate ao início do século XX (1905) como forma de selecionar diretamente os oficiais de governo.

Atualmente, o sistema educativo Chinês desempenha um papel fundamental na vida pessoal de alguém desde uma tenra idade até à etapa mais importante, o 高考 Gao Kao (o exame de acesso às melhores e mais famosas universidades) e de um certo modo direciona o percurso profissional e destino dos alunos. Obter um Mestrado ou um Doutoramento numa universidade de prestígio significa um percurso mais fácil para encontrar um elevado cargo profissional. Considerando que os alunos Chineses estão sob grande pressão desde o início da sua vida académica, não admira que tenha desenvolvido uma alta resiliência ao stress e à competição. Os exames e testes são efetuados no fim de cada período, mês e semana e os alunos são avaliados simplesmente por classificação. Quando maior for o seu resultado, melhor é o aluno, e portanto se mantiver os seus resultados elevados maior probabilidade tem de entrar num colégio ou universidade de prestígio.

Ensino secundário

O ensino secundário, que inclui também o ensino profissional, começa normalmente aos 16 anos. As propinas anuais variam entre os 4 a 6 mil RMB e normalmente os alunos das áreas rurais preferem estudar em escolas profissionais para conseguirem um emprego após a conclusão do curso. As empresas locais podem encontrar bons técnicos entre os alunos recentemente graduados.

O currículo de uma escola secundária inclui os cursos tradicionais (Chinês, matemática, química, biologia, tecnologias de informação) e línguas tais como Inglês (ou outras, como por exemplo Japonês).

As escolas de ensino superior são divididas em escola superior de ensino profissional (dois ou três anos), academia tecnológica (três anos) ou escola de pré-graduação (quatro anos).

Lembre-se que se procura uma pessoa licenciada, apenas os alunos que frequentem escolas de pré-graduação poderão obter uma licenciatura.

Após um curso de três anos numa Universidade, os alunos irão obter o seu Mestrado. Estes alunos poderão inscrever-se para obter um Doutoramento (3 anos).

Cinco melhores Universidades Chinesas

Na China existem muitas Universidades. Em 2015, as cinco melhores eram:

  • Tsing-Hua University
  • Peking University
  • Fudan University
  • Shanghai Jiao Tong University
  • Chinese University of Science and Technology

(http://www.topuniversities.com/university-rankings-articles/brics-rankings/top-10-universities-china-2015 ):

De forma geral, todas as universidades Chinesas são multidisciplinares, mas são muito conhecidas por alguns cursos específicos como a Fudan University que é muito famoso pelos cursos de Línguas Modernas e Politica, enquanto se a empresa procurar um engenheiro altamente qualificado, deve considerar os candidatos da Shanghai Jiaotong University e Chinese University of Science and Technology.

Considerando que a maioria das Universidades Chinesas organizam pós-graduações tais como o MEGO (Master Executivo em Gestão de Organizações), não é incomum encontrar um executivo sénior a frequentar aulas: a razão é geralmente porque estas pessoas querem ter um Mestrado que impulsionará a sua carreira ou, por vezes, para ganharem mais credibilidade com o seu empregador e face aos seus parceiros estrangeiros.

Para informação adicional sobre como se inscrever numa universidade Chinesa, veja o seguinte link: http://www.sicas.cn/Students/Info/Content_110625102317316.shtml.

Recorde-se que cada universidade tem as suas próprias regras de inscrição, mas de forma geral se se candidatar para cursos em inglês, ser-lhe-á pedido uma cópia do seu certificado TOEFL ou IELTS, enquanto se se candidatar para um curso em Chinês, terá que apresentar o certificado HSK para provar o seu nível de Chinês. Geralmente, são bem-vindas cartas de recomendação.

Conselho Escolar Chinês (CEC)

Esta instituição governamental foi criada para fornecer apoio aos cidadãos Chineses que desejam estudar no estrangeiro e para os cidadãos estrangeiros que desejam estudar na China.

Informação adicional: http://en.csc.edu.cn/About/c309df7fb3fa40b3a179a7ad93f11988.shtml

Não se esqueça que as propinas na China não são tão baratas como no passado. Em alguns casos podem ser de 95.000 RMB por ano académico.

Bibliografia

Min Ding , Jie Xu, “The Chinese Way”, Routledge, New York, 2015

Ligações externas

Project 2014-1-PL01-KA200-003591