Guia cultural e empresarial

Amigos Chineses

Introdução

Quando for convidado/a por uma família Chinesa, a regra fundamental é ser pontual. Não necessita de ser vestir formalmente, o estilo casual é suficiente e assim que entrar entregue todos os seus pertences ao anfitrião.

A "grande entrada"

Quando entrar na casa, primeiro entregue os seus presentes, tais como as famosas lembranças, produtos do seu país tais como alimentos secos, bebidas alcoólicas, têxteis ou livros bem embrulhados (um embrulho fraco retira protagonismo a um bom presente). Depois tire os seus sapatos e calce os chinelos que o anfitrião lhe entregar. Pode entregar todos os seus pertences que não precisar (por exemplo chapéu, guarda chuva, casaco ou carteira) para o seu anfitrião os guardar, pois se mantiver consigo itens que não precisa poderá posteriormente colocá-los no chão e na China o chão é considerado sujo e não se devem colocar coisas.

Quando entra em casa, deve cumprimentar todos os membros. Cumprimente primeiro os mais velhos e lembre-se que as crianças Chinesas o/a devem cumprimentar primeiro. O cumprimento é um simples “ni hao” ou “hello” com um breve acenar de cabeça. Quando lhe solicitarem que se sente, irão geralmente oferecer-lhe alguns snacks para comer e uma bebida. Na China é mais comum encontrar água quente ao invés de água fria (mesmo no Verão), especialmente nos lares comuns, nos quais toda a água é fervida; a água quente pode ser-lhe oferecida como chá Chinês com fruta seca ou fresca, doces ou snacks secos como amendoins. Nunca deve recusar a bebida ou comida, como tal aceite sempre e coloque na mesa (à sua frente) se quer que os outros consumam.

A conversa "confortável"

Assim que todos estiverem sentados, a conversa começa, e o seu anfitrião tentará o seu melhor para o/a manter entretido/a. Se lhe forem colocadas algumas questões, é a sua oportunidade para demonstrar a sua abertura. Uma boa ideia é ter algumas questões para o seu anfitrião preparadas antes da visita. Isto irá permitir que a sua visita não se torne aborrecida (muitos momentos de silêncio ou apenas a ver Tv com o anfitrião). Pode, por exemplo, colocar questões sobre a verdadeira vida Chinesa na China (o local, o bairro) ou sobre férias, tradições familiares para iniciar a conversação e iniciar conversas com mais significado. Ao fazê-lo tira partido desta oportunidade rara (normalmente os Chineses preferem socializar com os não familiares em locais públicos ao invés da sua própria casa, pois não é normal permitirem que as pessoas vejam a sua vida real.) Se visitar um lar rural, questione de que forma a vila se tem alterado, se utilizam alguma máquina pois a agricultura Chinesa necessita de mais mão-de-obra que a Ocidental ou pode perguntar que cultivo produz a família. Se visitar uma família urbana, questione o seu anfitrião sobre o seu emprego, feriados, bairro, cidade e trânsito (que se alteraram nas últimas décadas). Se os seus anfitriões tiverem filhos, faça perguntas sobre a sua educação e se tiver crianças pode comparar detalhadamente o sistema educativo do seu país e o Chinês (e dará a hipótese dos filhos dos anfitriões de se envolverem numa experiência internacional). Se visitar idosos, pergunte como se modificou a China. Lembre-se que para muitos idosos o Presidente Mao ainda é o seu ídolo, apesar dos seus erros, como tal evite comentários sobre Mao Tsé-Tung. O principal é focar-se no que é familiar aos seus anfitriões e não colocar questões desafiantes ou que se relacionem com estatísticas. Os Chineses raramente irão responder “Não sei”. Eles preferem responder de acordo com o que sabem (opinião), porque assim não só ficam bem vistos pelo interlocutor como se sentem bem consigo próprios. Lembre-se também que os Chineses são normalmente mais fechados que os Ocidentais. Se lhe parecer que o seu anfitrião está a ter dificuldades com uma questão sua em particular, é melhor mudar o tópico rapidamente!

Note que o tópico de conversação favorito dos Chineses é sempre o preço, por isso nunca é errado falar com os Chineses sobre o preço das coisas, quer seja uma casa, aluguer, carro ou comida. Eles também gostam de falar sobre a taxa de câmbio e os bilhetes dos voos intercontinentais com os estrangeiros. Como tal se falar sobre isso, irá certamente ganhar o interesse do seu anfitrião!

A "mesa informal"

Espere sempre para ser sentado e lembre-se de se sentar na mesa no lugar que lhe foi indicado. É uma tradição Chinesa ordenar os lugares de certa forma. É muito mais calmo jantar com uma família Chinesa que participar num banquete, no entanto, existem alguns costumes e regras que necessitam de ser seguidos (por exemplo, deixe os mais velhos sentar e comer primeiro). Deve contornar a informalidade com respeito, e seguir sempre a liderança dos seus anfitriões. Em muitos países Asiáticos, mastigar de bocar aberta é um modo de demonstrar a apreciação e gozo de saborear a refeição e se o seu anfitrião o fizer, deve fazer ligeiramente o mesmo. Adicionalmente, como um bom anfitrião Chinês, ser-lhe-á dito que continue a comer e continuarão a fazê-lo até que recuse pela quarta vez.

Numa mesa em ambiente familiar, pode ajudar-se a si mesmo/a com a alimentação e brindes do seu anfitrião. Pode mesmo tomar a iniciativa de fazer um brinde ao seu anfitrião, pedindo que o seu relacionamento cresça de parceria empresarial para amizade pessoal. Pode utilizar frases tais como 友谊永存 (You Yi Yong Cun) - amigos para sempre e 阖家欢乐 (He Jia Huan Le) - desejo que a sua família seja feliz, para alegrar o seu anfitrião e a sua família.

Em conclusão, se for convidado/a para visitar uma família Chinesa, deve sentir-se afortunado por ter tal oportunidade, pois não só terá um conhecimento aprofundado da cultura e vida local Chinesa mas também uma hipótese de fomentar um relacionamento pessoal com o seu parceiro Chinês. Portanto deve tentar apreciar a sua visita a um lar Chinês.

Ligações externas

Project 2014-1-PL01-KA200-003591