Guia cultural e empresarial

É um prazer conhecê-lo

Introdução

É universalmente reconhecido que uma primeira impressão positiva é crucial para construir um relacionamento nos negócios e obter uma boa primeira impressão na China pode requerer seguir algumas regras Chinesas.

É senso comum ser cuidadoso para não estragar a primeira reunião com alguém, quer seja por telefone ou presencial. É muito importante para o seu negócio que deixe uma impressão muito positiva nos seus associados Chineses, especialmente no primeiro encontro.

Código de vestuário na China

“Vista-se para impressionar”, um ditado intemporal, aplica-se também no ambiente empresarial atual pois é sempre importante. Na China deve-se vestir de forma adequada para uma reunião de negócios. Basicamente o seu vestuário deve ser limpo e assentar-lhe bem, porque se parecer desleixado, mesmo antes de começar a falar os parceiros Chineses irão pensar que a sua empresa também o é.

No entanto, nos novos setores tecnológicos, os fatos e as gravatas estão tornar-se menos obrigatórios, porque estes são os ambientes empresariais mais “novos” e o código de vestuário é mais casual. Por outro lado, se precisar de negociar com bancários, representantes governamentais ou gestores de topo, irá verificar que o código de vestuário é tao formal como nos padrões Ocidentais.

Preste atenção particular ao simbolismo da cor: na China o amarelo é associado com a prosperidade, dourado com felicidade e vermelho é utilizado em celebrações. Lembre-se de nunca utilizar tinta vermelha para escrever cartões ou cartas pois simboliza o fim de um relacionamento.

Contacto físico adequado

Enquanto a maioria das culturas Europeias estão habituadas ao contacto físico, a maioria das pessoas na China não aprecia, especialmente enquanto fazem negócios.

Durante uma reunião de negócios, a linguagem e movimento corporal devem ser sempre calmos (controlados), pois na China uma pessoa com autocontrolo obtém respeito dos outros pela sua postura corporal formal e atenta. Portanto, uma postura rígida e pouca linguagem corporal de sua parte pode colocar diversas questões nos seus parceiros Chineses. Pode levantar suspeitas que está a tentar enganá-los ou esconder-lhes alguma coisa.

Normalmente, uma reunião começa e termina com apertos de mão, e como foi explicado nas lições anteriores, os cartões-de-visita são trocados no início da reunião.

Normalmente o seu parceiro Chinês com maior cargo será apesentado oficialmente por outra pessoa (por exemplo um intérprete) e deve se dirigir a ele/a de forma especial nas saudações (Olá e Adeus).

Assegure-se que dá um aperto de mão bom, seguro e firme, que é normalmente acompanhado por uma ligeira vénia (apenas um acenar com a cabeça ou uma vénia com a cabeça, não uma vénia Japonesa desde a cintura). Dê e receba cartões de visita com ambas as mãos e preste atenção para não utilizar barreiras tais como dobrar os seus braços, pois irá fazer parecer que é demasiado fechado/a e reservado/a. Como tal, quando falar, utilize gestos abertos e agradáveis. Nunca abrace ou dê uma palmada nas costas de um parceiro Chinês, a não ser que o conheça muito bem.

Informação adicional sobre as conversas iniciais

A típica falta de expressão facial que um Chinês pode mostrar durante as introduções não é um sinal de inimizade ou insatisfação, mas uma mera reflexão da crença Chinesa que esconder as emoções é uma virtude.

Quando receber um cartão-de-visita de um empresário Chinês, pegue com ambas as mãos e cumprimente o cartão; assegure-se que o mantem na mesa à sua frente durante toda a reunião.

O contacto visual Chinês é o contrário do Ocidental. Na China olhar diretamente para os olhos de alguém enquanto fala não é um sinal de atenção mas sim agressividade e falta de cortesia, por isso durante as conversações os Chineses irão evitar o contacto visual tanto quanto possível e como sinal de respeito irão por vezes cerrar as suas pálpebras quando falam com outros, especialmente alguém que acabaram de conhecer.

Quando conhecer alguém pela primeira vez para uma reunião de negócios, deve estar preparado para começar uma conversa geral antes de começar a falar de negócios.

Os tópicos de conversa num escritório, feira ou num restaurante podem variar entre mais ou menos formal e os tópicos de conversação de conversa casual na China diferem dos Ocidentais.

Na China, não é rude questionar alguém sobre o seu emprego, salário anual, estado civil ou idade. Lembre-se que os Chineses não procuram respostas detalhadas para estes temas casuais, porque para eles os detalhes da sua resposta não são tao importantes como a sua disponibilidade em responder. Por outro lado, os quebra gelos Ocidentais como discussões sobre as relações Sino-Japonesas ou os tumultos das minorias Chinesas irão geralmente criar um extremo desconforto nos seus parceiros Chineses.

Por fim, diversos gestos Ocidentais comuns, como estalar os dedos, assobiar para chamar alguém, mostrar as solas dos sapatos ou assoar o nariz, mesmo que gentilmente são considerados muito rudes na China. Como tal não utilize estes gestos neste tipo de reuniões de negócios.

Conclusão:

Durante o primeiro encontro poderá acontecer que o seu parceiro de negócios já tenha negociações a decorrer com o seu concorrente, ou o parceiro Chinês testar a compatibilidade consigo e não parecer muito interessado em cooperar consigo, mas isto é parte do seu jogo negocial.

Apresentar-se a si e à sua empresa da forma mais atrativa e causar uma boa primeira impressão a uma pessoa Chinesa será a chave para tornar uma simples reunião de negócios numa lucrativa, sustentável e prospero parceria de negócios.

Nota: As primeiras impressões na China fazem uma grande diferença e é melhor aprender e treinar melhor a etiqueta descrita acima para ajudar a iniciar o seu negócio na China.

Bibliografia

Rane, Jordan (October, 2012). “How to make a good first impression in Asia”. Retirado de: travel.cnn.com/good-first-impression-asia-131896

Mu Qian, Meng FanMao (July, 2014). “A comparative study of body language between China and the West” Retirado de: http://www.davidpublishing.com/show.html?16983

Ligações externas

Project 2014-1-PL01-KA200-003591